Sexta-feira, 7 de Maio de 2010

A viagem e a decisao

Olá pessoal, sempre fui a Inglaterra, como estava previsto. Apanhei o voo das 06:30 aterrei em Londres Stansted às 08:50 e consegui comboio logo ás 09:15 para Sheffield.

O comboio nao era directo, por isso tive que estar atenta á estação que tinha que seguir para mudar de comboio. E assim foi, mudei de comboio em Leicester e apanhei o alfa para Sheffield, durante o trajecto fiquei triste porque pensei que o Tiago me iria buscar como estava destinado, mas infelizmente os patroes pediram para fazer overtime ou seja horas extraordinarias e ele ficou. Cheguei a Sheffield sem comitiva de boas vindas. Fui me sentar no Interchange do bus, a fazer horas fiquei lá ate as 15:30 depois decidi que iria procurar a casa da tia dele e iria sozinha, tinha um mapa feito por mim, e passado 45 minutos cheguei lá.

Mas primeiro que encontra-se a casa!!! Eram todas iguais, e nao conseguia encontrar o numero da entrada! Mas por fim lá encontrei, foi a prima dele que me abriu a porta, e sentei-me na sala e assim fiquei ate á hora da chegada do Tiago.

Foram muito bons esses dias com ele e ainda por cima a Natureza estava do meu lado, devido ao acontecimento do vulcão o meu voo foi cancelado e fiquei mais 4 dias lá. Apesar de tudo valeu a pena.

Decidimos que iamos tentar a vida lá por isso neste momento tou a tirar um cursito de 50 horas para melhorar o ingles. Porque quando chegar lá vou ter que por maos á obra.

é uma decisao dificil, emplica muita coisa, deixar a minha mãe, deixar a minha vida, deixar a vida de solteira e passar a viver com outra pessoa e ainda por cima num país diferente, mas a verdade é que a vída é feita de correr riscos, e estou certa deste que vou correr. Esta lá a pessoa com quero passar os meus dias e para mim não á logica que quando se gosta não se possa estar juntos se a vida o permite.

Esta é a escolha que vai mudar a minha vida, e eu acredito que quando algo muda é sempre para melhor!!!!!

Fiquem bem vou dando novidades!!!!


Picolla às 10:10
| comentar | favorito
Quinta-feira, 25 de Março de 2010

Meu Deus,outra vez não

Ás vezes, quanto mais planeamos a nossa vida, e criamos expectativas em relação ao que planeamos, sai tudo ao contrário, e ás vezes o melhor que temos a fazer é simplesmente viver um dia de cada vez, como se nao ouvesse futuro, como já havia confidênciado convosco, tenho viagem marcada para Londres dia 9 de Abril, já tenho a passagem de avião comigo, quando esta semana, ou mais propriamente á 2 dias, o meu namorado pelo msn, diz-me que nao tem trabalho ou seja, tem mais dois dias e depois nao sabe o que vai acontecer, se ja andavamos desanimados por estar a ser mais dificil do que pensavamos, agora com esta noticia ficamos piores, ele porque quer regressar pk se sente sozinho e pelo trabalho que nao compensa, eu simplesmente porque nao sei o que nos vai acontecer, então possivelmente se não cnseguir esta semana outro trabalho vem.se embora ou para aqui ou entao segue pa Angola, porque parece segundo ele diz vai ganhar muito dinheiro lá.

AIinda ontem chateou-se comigo porque lhe disse para ele nao sonhar tão alto, e que antes de se aventurar de novo para o desconhecido, informar-se de tudo...mas ele acha que digo as coisas para o mal dele, ou seja resumido, eles deixou o trabalho aqui, a casa, o carro a familia e a mim, foi para Inglaterra, até hoje nao se adptou, e só pensa em voltar, sofremos todos com a separação, gastou ele dinheiro, gastei eu dinheiro duas vezes para ir visita-lo uma semana lá, para no final sairmos todos a perder.

O meu conselho, se é que sou alguem para aconselhar quem quer que seja, façam as coisas bem pensadas, com certezas, com convicções, bem planeadas e acima de tudo, saibam o que querem, porque a vida não esta facil, o que a uns anos atras era facil e bom, agora não é bem assim. As relações a dois em paises diferentes são complicadas, as vezes uma mã interpretaçãode uma frase pode terminar em discussão e falta de confiança na relação. é preciso ter kilos de paciência, tentar ambas as partes entender o companheiro/namorado/a.

Bem amanhã ja devo saber se ele ainda não estiver chateado comigo, quel é o destino dele/nosso.

Será Inglaterra, Portugal ou Angola?


Picolla às 14:45
| comentar | favorito
Terça-feira, 16 de Março de 2010

Voltas e mais voltas

Olá, sou eu de novo, com algumas novidades, já ando melhor, tambem como não havia de andar, pedi uma semana de férias para ir a Inglaterra, visitar o meu namorado, vou agora dia 9 de Abril vou para Londres e depois sigo para Sheffield de comboio.

O meu primeiro destino era birmingham como tinha comentado, mas os raios dos horarios para chegar a sheffield nao ajudaram ao seja, tinha que esperar a noite toda por transporte, entao fui à a agencia para alterar o voo para Londres, mas ficava muito caro, entao decidi esquecer o assunto...

Entao estive a pensar melhor e peguei e tirei outro bilhete para Londres e fica o de birmingham para esquecer ou para outra viagem.

Estou entusiasmada, é uma sensação, sabem tipo a do nosso primeiro encontro com a pessoa de quem gostamos, é aquele formigueiro, aquela ansiedade nervosismo....

O meu pai tambem já está melhor, saiu no Domingo dos cuidados intensivos para os cuidados intermedios....

Estou ansiosa que as coisas voltem á normalidade......á estabilidade emocional principalmente.

Assim que tiver mais novidades venho informar-vos...

Fiquem bem.....beijos


Picolla às 15:59
| comentar | favorito
Quarta-feira, 3 de Março de 2010

Já passou um mês

Olá, é verdade ja passou um mês desde que me despedi do Tiago na estação de Campanha no Porto, foi no dia 22 de Janeiro, entretanto as coisas já andam mais calmas, apesar de haver dias que tenho as minhas quebras, mas estou focada no presente, em vive-lo mas sempre optimista em relação ao futuro. Como as pessoas mais antigas diziam fecha-se uma porta mas abre-se uma janela. Temos falado muito por msn, por telefone, carta, tenho estado com a mãe dele, tenho tentado seguir a vida num curso mais natural possível, para meu próprio bem.

Se tudo corrrer bem em breve estou com ele durante uma semana em Abril, e estou ansiosa que chegue a esse dia. Mas até ainda tenho que tratar de umas coisas, o aniversário da minha mãe,  o frente a frente com o meu pai depois de 10 anos, e claro a Pascoa, do Irs meu, dele e da minha mãe, da venda do carro dele, já agora se alguem estiver interessado num Opel Tigra de 2000 por 3800€, ja sabe. Bem vou agora para o meu lanche em breve passo aqui com mais novidades. Amo-te bébé 


Picolla às 10:19
| comentar | favorito
Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2010

Mais uma semana

Amanhã o Tiago faz anos, é o 1º aniverário no nosso namoro que passamos separados....tenho boas noticias ele já consegui trabalho lá, está num hotel a fazer limpezas, amanha falo com ele,

estou com saudades mas já não estou tão triste, tambem deve ser efecto da medicação que a médica me passou, diagnosticou-me principios de depressão e agora tomo um calmante a noite e um outro medicamento para animar de manhã.

Pelo menos está ajudar a passar esta fase...também tive no Domingo a noticia que o meu pai estava internado no hostipal de s.Joao nos cuidados intensivos pneumonia mt mt grave....

As coisas nao acontecem por acaso, talvez nao estava destinado ir com o Tiago para que podesse ver o meu pai, que ja nao via a 5 anos e mais alguma coisa que ainda tenho por resolver antes de poder estar com o Tiago junto.

Será que somos nós que fazemos o nosso destino ou será que o destino já esta escrito?

Seja como for acho que nada acontece por acaso, o bom ou o mal á sempre uma lição a tirar.


Picolla às 16:20
| comentar | favorito
Segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2010

Saudade

Olá a todos....já passaram duas  semanas já estamos a entrar na terceira semana que nos distanciamos de país, as coisasn estao se a compor muito lentamente os fins de semana é das piores alturas, ainda não consigo passar bem, vêm me sempre as lagrimas aos olhos, por ele já não vir, o meu novo penteado nao vai apreciar, nem vamos discutir o que vamos fazer sabado à noite....a minha amiga tem me incentivado bastante....mas a verdade é que nao lido bem com mudanças radicais, e embora diga a toda a gente "vais passar no instante, daqui a pouco estamos junto", a verdade é que estou com o coração encolhido, que nem sei como tem forças para bater...

Mas aqui estou a fazer frente, duro mas vou aguentando...pl menos exite a net e o msn para podermos os dois comunicar-nos....mas a insegurança e a incerteza do futuro é muito mais complicado do que se pensa....A minha opinião é se os casais poderem emigrar juntos é o paraiso.....


Picolla às 17:28
| comentar | favorito
Segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2010

De volta

Olá pessoal, estou de volta, náo com boas novidades como gostava, o meu namorado já partiu à 1 semana temo-nos comunicado todos os dias pelo messenger mas acho que só está a piorar a nossa relação, pois sao poucas as vezes que nos entendemos, desta vez discutimos porque ele quer comprar um carro la, pk sao baratos, nao é que eu seja contra ele ter um carro, mas o haviamos planeado como prioridade dita por ele proprio que ia trabalhar muito pa eu ir pa beira dele, mesmo que depois eu nao conseguisse estava ele la para ajudar, digam-me se estou errada por favor, será que ele nao vê que é uma despesa um carro, e eu quando entro dentro dos planos dele, pk ele com o carro, a renda comida enquanto eu nao conseguir trabalho é complicado. Será que estou errada, será insegurança minha ou apenas nos estamos a iludir e o nosso namoro nao vai resistir.... Sinceramente metade de mim diz que sim nao vamos conseguir mas a outra metade diz para ter esperança..... Neste momento só duas coisas me restam, a esperança e a incerteza de onde vou pisar no amanhã.....


Picolla às 16:52
| comentar | favorito
Sexta-feira, 22 de Janeiro de 2010

2010 - O ano da mudança - Janeiro 1ª fase

 

 

 Olá a todos, á muito que não passo por aqui, hoje é um dia dificil para mim, deixei partir a pessoa que mais amo, e tive que fingir que estava tudo bem....não é facil ver ir embora quem amamos e com quem queremos partilhar a vida....são momentos angustiantes, momentos dolorosos, de pleno sacrificio, sorrir para dar força ao outro mas por dentro uma dor imensa,foi assim que hoje às 07:45 me senti, o comboio partiu o Tiago foi e eu fiquei vazia, tudo o resto deixou de fazer sentido...o que vou fazer agora?, quem me vai ouvir? quem vai resmungar comigo porque demoro muito tempo a arranjar? quando vou voltar a estar na minha cama a rir das piadas de inventar nomes esquesitos se tivessemos uma filha...enfim é olhar ao nosso redor e parece que nao temos rumo....tento ser optimista, pensar para mim mesma que é por pouco tempo, que estamos distinados a estar juntos, e que cinco anos tem que ter algum significado, mas os quilometros são muitos e tenho medo do que nos possa acontecer.

Vão ser tempos dificeis, acho que ninguem deveria merecer uma separação por curta que seja desta forma.

Bem por agora é melhor acabar com as lagrimas daqui por 30 minutos parte o aviao com rumo a Londres Luton e eu fico. A nao ser que o universo seja generoso e me deu o euromilhoes.....eh ehe eh ......


Picolla às 15:04
| comentar | favorito
Segunda-feira, 31 de Março de 2008

Felicidade em 10 etapas - s.m.

1 – Aprenda a ceder

Esta é uma regra de ouro e que deve estar sempre presente. Quantas vezes não lhe apetece comer um belo bife e ele prefere uma lasanha? Ou, por outro lado, ele quer ver um jogo de futebol quando você preferia ver um filme?

Estes pequenos nadas estão muitas vezes na origem de problemas que, com o passar do tempo, se vão avolumando até atingirem o ponto de ruptura. O melhor mesmo é aprender a fazer concessões. Umas vezes terá de ser a leitora a fazê-lo, outras vezes deverá ser o seu marido. Ambas as partes deverão estar conscientes da importância de dar e de receber. Se apenas uma das partes dá a mão à palmatória, mais tarde ou mais cedo, surgirão os ressentimentos.

Esta situação torna-se ainda mais grave se a pessoa que cede é do tipo de ficar a remoer em silêncio até atingir o ponto de ebulição e explodir de uma forma violenta. Daqui se depreende a verdadeira importância de, logo desde o início, encontrar um ponto de equilíbrio.

 

2 – O casamento é um espelho

Se lhe fizer uma massagem nas costas, ele retribuirá com uma carícia. Se o tratar mal, ele muito certamente responder-lhe-á à letra e pode mesmo faltar-lhe ao respeito. Assim, fica estabelecida a importância de pensar todas as acções e atitudes.

Com efeito, a medida de carinho e respeito que recebe dele é um reflexo fiel da que lhe dá. Tudo depende de que o faça sentir que gosta dele e que o deseja. E vice-versa, claro.

 

3 – Incrementar o diálogo

Não fique de braços cruzados à espera que o seu marido adivinhe o que lhe vai na alma. Diga-lhe muito claramente o que pensa e o que quer. Se por acaso se lembra de levar a sua melhor amiga para jantar em casa, tenha o cuidado de lhe dizer antes que gostaría de o fazer. Se um dos dois vem de uma viagem e quer que o outro o vá buscar, digam-no com clareza. Não façam perguntas do tipo: “venho de táxi ou vais buscar-me?”

Um bom entendimento passa, antes de mais, por uma boa capacidade de diálogo e para isso ambos têm de se esforçar por arranjar tempo para o fazer. Assim, disponibilizem algum tempo para falarem da vossa relação, das vossas expectativas e planos para o futuro e não tragam à baila temas que nada têm a ver com a vossa relação. Quando estiverem juntos, façam o possível por dedicar o tempo a vocês próprios. Ou seja, ponham qualidade no tempo que passam juntos.

4 – Partilhem um passatempo

As actividade que ambos partilharem servem para que se sintam mais unidos. Assim, seja a prática de uma determinada actividade desportiva, ou o gosto pela jardinagem ou pela decoração, se dividirem estes gostos aproximar-se-ão ainda mais.

Ao fazerem coisas em conjunto, estão a reforçar a vossa relação e potenciam a vossa intimidade. Façam tudo a dois, nem que seja apenas a compra de um simples bilhete de lotaria.

 

5 – Demonstrar carinho

Porventura já reparou naqueles casais idosos que ainda se passeiam de mãos dadas? Como acha que tal coisa é possível? A resposta é muito simples: existe muito carinho naquelas relações.

Se desde o início da relação cultivarem o carinho, esse comportamento pode estender-se por toda a vida. Não tenham receio de mostrar o quanto gostam um do outro através de carícias, mimos, gestos ou palavras secretas que apenas os dois conhecem. Celebrem o vosso casamento todos os dias e não apenas uma vez por ano. É bom que estabeleçam rituais vossos, como, por exemplo, convidarem-se para sair. Não tomem estas iniciativas como sendo estranhas. Programem actividades divertidas para os dois e dediquem esse tempo a estarem de facto juntos sem quaisquer pressões exteriores.

 

6 – A felicidade depende de mil e um factores

Se ambos tiverem as suas ocupações, se estiverem felizes e se retiram gozo do que fazem, o tempo que passam juntos será mais agardável e isento de preocupações. Se, pelo contrário, um dos dois, ou ambos, estiverem de mal com a vida, isso vai reflectir-se na relação.

Há situações na vida que nos trazem uma imensa tristeza, mas isso não significa que se ponha de parte a pessoa com quem vivemos. Por exemplo, a morte de uma pessoa que nos é chegada não nos deve fazer perder o gosto pela vida. Se o fizermos, corremos o risco de perder duas pessoas e não apenas uma.

 

7 – Dividir tarefas

Logo que se inicia uma vida a dois devem ficar bem definidas quais as tarefas que cabem a cada um dos dois. Ninguém gosta de ser recriminado por algo que não ficou previamente combinado.

Assim, arranjem um tempinho, munam-se de papel e caneta, tentem descobrir quais os trabalhos que mais gostam de desempenhar em casa e, com base nisso, elaborem uma lista de tarefas. Deste modo conseguem manter a casa num brinco sem atritos e sem discussões. Tentem criar o hábito de devolver os objectos e utensílios aos seus respectivos locais de arrumação logo após a sua utilização. Desta forma as coisas estão sempre em ordem e facilitam-se as arrumações.

 

8 – Aprendam a aceitar-se um ao outro

Pode muito facilmente levá-lo a crer que deve usar gravatas mais discretas que aquelas estampadas que normalmente usa, ou a refrear os comentários que faz numa festa. Todavia, mudar a essência da sua personalidade já é um caso completamente diferente.

Todos temos as nossas manias e hábitos, pelo que, dentro dos limites do razoável, devemos aprender a aceitar os do nosso parceiro. Afinal de contas ele já era assim antes de casar. Este é um ponto em relação ao qual devemos ter um especial cuidado, uma vez que se não gostamos que nos apontem e recriminem injustamente, devemos ter o cuidado de também não o fazer com os outros.

9 – Evitar os golpes baixos nas zangas

Como “não há bela sem senão”, até na mais harmoniosa das relações há espaço para uma ou outra zanga. Nada mais natural. Porém, é importante saber levar a cabo uma disputa sem recorrer a golpes baixos.

Para isso devem ser observadas algumas regras de conduta:

-Não transportem para o presente as zangas do passado.

-Não sejam cruéis.

-Não discutam no quarto.

-Usem o pronome “eu” e não “tu”. É preferível dizer “eu não concordo contigo” do que “tu és egoísta”.

-Sejam claros.

-Se possível, mantenham o sentido de humor.

-Não se empenhem em ter sempre a última palavra. O orgulho é a ante-câmara do divórcio.

Quando tudo estiver resolvido, não se esqueçam da importância de fazer as pazes.

 

10 – Não vivam na sombra dos fantamas do passado

A insegurança e o ciúme não são bons conselheiros. Se ele se casou consigo é porque a estima e ama e, por sua vez, se concordou em casar com ele foi porque tem por ele os mesmo sentimentos.

Assim, ponham de parte os vossos passados. Como por certo não gosta que ele traga para a discussão um antigo namorado seu, também para si não há vantagem em lembrar-lhe aquela fulana com quem ele teve um caso antes de vocês se conhecerem. Evitem também comparar o vosso casamento com o de outros casais. Como diria o dramaturgo irlandês George Bernard Shaw “Assim como as impressões digitais, todos os casamentos são diferentes”.

 

 

 


Picolla às 15:39
| comentar | favorito

No amor a história é outra - Parte II

Como havia comentado com vocês, as coisas entre mim e o Tiago andavam meio tremidas, já algum tempo que discutiamos e ás vezes por nada, por coisas simples que nem tinha razão para surgir, então tiramos um tempo para "ganhar saudades".

Tenho que dizer que na última hora não achei piada e já não queria o tempo, mas enfim já passou a pior parte... eu achava que a dar o tempo ao Tiago estava a perde-lo que nesse tempo ele ia descobrir outra e me ia deixar, estava a ser parva, as coisas entre nós não estavam bem e eu ia piorar a prende-lo, pois quem ama deixa a outra pessoa livre.

Este tempo fez-me pensar na relação, em mim, no que  andava a fazer, a refelectir bem os ultimos tempos...

O nosso namoro parecia um casamento dos mais aborrecidos e decidi "a partir de hoje realmente as coisas tem que mudar..."

Dou mais valor ao meu amor pelo Tiago, coisa que antes não prestava atenção, quando se tá a perder  é quando notamos a falta dessa pessoa e o que ela significa para nós, o nosso namoro era monotomo ultimamente, e agora podem apostar que de monotomia não quero nada, afinal temos que gozar cada dia, aproveita-lo ao maximo com essa pessoa, como se fosse o ultimo dia que a vemos.

É isso que pretendo fazer agora viver como se fosse o ultimo e deixar que a rotina não se apodere do namoro.

Fazer com que a relação seja saudavel, aprender a compreende-lo melhor e compreender e aceitar as necessecidades que tem...

                                       

                                          

 


Picolla às 15:39
| comentar | favorito

**


Picolla às 15:39
| comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Março de 2008

Estas são fotos caseiras

                                     Diferentes mas a mesma pessoa


Picolla às 14:52
| comentar | ver comentários (1) | favorito

Férias

Fátima - Agosto 2007

 

 

Ibiza - Cabo S. Vicente Setembro 2007

 

 

Fomos passar Férias para Ibiza, é uma ilha pequena, mas com umas praias lindas, maior parte do pessoal que estava lá era italiano, e as refeições eram tipicas de italiana, eu não me importei porque adoro massa...Não havia muito que fazer á noite porque era longe do centro, mas adorei...


Picolla às 14:50
| comentar | favorito

Este é o meu gatinho

Adoro gatos, quando vim de Itália o Tiago (meu namorado), levou-me ao Mega em ERmesinde, e eu adoptei este gatinho que agora já está grande...


Picolla às 14:40
| comentar | favorito

No dia do meu Aniversário 21 anos

 


Picolla às 14:35
| comentar | favorito

No dia de S. João - Festa dos Bugios e dos Maurisqueiros


Picolla às 14:31
| comentar | favorito

Noitada S. João 2007

 


Picolla às 12:23
| comentar | favorito
Quarta-feira, 26 de Março de 2008

Enamorada

                                                           ACEITEI SER NAMORADA

                                                           NÃO TINHA COMO NÃO SER

                                                           JÁ SOU MAIS QUE SOU

                                                           É CERTO DE EU ME PERDER

                                                           SEM PENSAR DESCELOS

                                                           SELEI TUDO QUE ESPERO

                                                           E TUDO ESPERO VER

                                                           CARINHO E SUA GRAÇA

                                                          PERCO-ME PELO ANSEIO

                                                          NEM ME ACABO DE PERDER

                                                          PORQUE MAIS PERDER

                                                          SE ESPERA ENAMORADA


Picolla às 14:27
| comentar | favorito

...


Picolla às 14:27
| comentar | favorito

Hoje em dia

 Estive duas semanas em casa e ja stressada de ir a entrevistas, quando a senhora do centro de emprego me convenceu a ir a mas uma mas para escriturária de contabilidade, na altura recordo-me de dizer  "eu não percebo nada de contabiliade não vou conseguir", mas a senhora sempre simpatica disse: "vai tenta que sabe não está aí a tua sorte", e assim foi, escrevi uma carta com as minhas referências, fui à entrevista e aqui estou eu quase a um ano, completo no dia 23 de Maio... :)


Picolla às 14:27
| comentar | favorito

A viagem e a decisao

Meu Deus,outra vez não

Voltas e mais voltas

Já passou um mês

Mais uma semana

Saudade

De volta

2010 - O ano da mudança -...

No amor a história é outr...

**

Diário

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Março 2008

Outubro 2007

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

subscrever feeds